Boneca Momo

A febre e a euforia sobre a boneca Momo passou né?! Ninguém mais fala sobre o assunto.

Então senta que lá vem textão!

Quando fiquei sabendo das aparições na noite de domingo do dia 17 de Março, as notícias, posts, reportagens estavam explodindo nas redes sociais e na internet. Corri para saber um pouco mais e até então se era verdade ou não, eu não sei! Mas pesquisei em fontes confiáveis e achei que eu deveria fazer sim um alerta aqui no blog e assim fiz! Com indignação e repúdio!

Dias depois vejo diversos posts falando que não deveriam culpar o Youtube, a culpa era dos pais que “largam” seus filhos na frente da tela do celular livremente, com o direito de assistirem o que bem entendem.

Aqui em casa antes da Momo, era assim: Rafa sempre escolheu o que assistir no Youtube, porém eu sempre ficava de olho, não do lado, mas alerta e todo e qualquer canal que eu não gostasse, eu bloqueava e ela entendia, mas é praticamente impossível filtrar tudo, por mais que você coloque filtros, bloqueios, as sugestões aparecem e é claro que tem um ou outro canal que são péssimos, desculpem falar isso aqui, mas é verdade e isso já vinha me incomodando há um tempo.

Na noite do dia 17 mesmo, mostrei a boneca para a Rafa, ela disse que não conhecia e expliquei que ela dizia coisas ruins, para me chamar se ela aparecesse em algum vídeo. Independente de culpados, os eletrônicos têm um lado bom sim e podemos usá-lo a nosso favor, muitas coisas a Rafa já viu na internet que despertaram sua curiosidade.

Bom, voltando ao caso dos culpados, lógico que eu fiquei me culpando por deixar a Rafa livremente no Youtube, depois de ler posts e mais posts falando disso, mas resolvi não deixar mais uma “culpa” tomar conta de mim.

O episódio da Boneca serviu para refletir se realmente quero que minha filha tenha princípios que não são ensinados aqui em casa e resolvi restringir o acesso ao aplicativo. E óh posso contar um segredo? fiquei com uma pontinha de medo dela não me dar um minuto de sossego, sabiam?

O nosso jeito de educar pode não ser o perfeito, dizem respeito só a mim e ao meu marido, mas serviu para percebermos que ela não precisa disso da forma que estava sendo. Rafa não pede mais para ficar no Youtube! O tempo que está em casa, brinca sozinha, depois pede para brincarmos juntas, desenha, pinta, pula no sofá, na cama, esparrama brinquedo pela casa inteira e é claro fica atrás de mim também, rsrsrs…….

E nada foi totalmente proibido aqui, mas Youtube agora só na TV, comigo ou o pai junto, isso quando ela pedir……

Quando casos desse tipo acontecer, não generalize, não aponte dedos para um ou outro e muito menos desdenhe da forma que as crianças estão sendo educadas, analise e veja se aquele episódio serve como aprendizado para você, pois acredito que estamos em constante evolução, ainda mais vivendo em uma geração onde tudo é acelerado, sem tempo e paciência para nada.

post Instagram

Deixe seu comentário!